Deputado Estadual Antonio Mentor 13199 é MAIS

Dilma assina convênio para construção de 100 mil moradias no Estado

Por Aline Nascimento - Portal Linha Direta
Quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A presidenta Dilma Rousseff assinou nesta quinta-feira (12.01), no Palácio dos Bandeirantes, um termo de cooperação que viabiliza a construção de 100 mil moradias populares no Estado de São Paulo. Serão investidos R$ 6,145 por parte da União e R$ 1,9 bilhão pelo governo estadual, num total de R$ 8,04 bilhões.

Desde que firmada a parceria, era anunciada a construção de 97 mil unidades, mas a presidenta fez um pronunciamento surpresa de última hora: “Essa é a grande novidade de hoje: nós não vamos fazer 97 mil, governador [Geraldo Alckimin], porque 97 é conta quebrada. Vamos fazer 100 mil unidades. As três mil nós assumimos”, afirmou.

Com a parceria, o teto da unidade habitacional financiada em São Paulo sobe de R$ 65 mil para R$ 85 mil – possibilitando, inclusive, a construção em áreas metropolitanas cujo acesso a terrenos é mais difícil e caro.

Dilma destacou mais uma vez a maturidade política da cooperação, que visa beneficiar exclusivamente a população mais carente do Estado. “É impossível no Brasil, um governante achar que governa sem apoio dos governos estaduais e municipais. (...) Podemos ter divergências eleitorais, mas, terminadas as eleições, essas divergências deixam de existir". A presidenta destacou ainda o papel fundamental da Caixa Econômica Federal (CEF) nos convênios do Minha Casa, Minha Vida.

O secretario estadual de habitação, Silvio Torres reconheceu que o Estado depende de parcerias para reduzir suas carências. “De modo modesto, o governo de São Paulo reconhece que não consegue fazer isso (diminuição do déficit habitacional) sozinho. Os desafios exigem que a gente possa somar esforços e recursos para atender população”, aponta.

Os ministros Alexandre Padilha, da Saúde, e Mário Negromonte, do Ministério das Cidades, além dos senadores Eduardo e Marta Suplicy, deputados estaduais, federais e prefeitos petistas também participaram da cerimônia.

Movimentos Moradias
Luiz Gonzaga da Silva, o Gegê, líder do Movimento de Moradia do Centro (MMC), acredita que qualquer forma de parceria que beneficie a população é válida, mas ressaltou a importância de fortalecer também os movimentos sociais. “Nos temos capacidade, estamos preparados para fazer. Por isso, tenha parceria com os governantes, mas muito mais com quem realmente constrói a riqueza desse país”, finaliza.

Dados importantes
Serão beneficiadas famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil, com atendimento prioritário a quatro regiões metropolitanas do Estado: São Paulo, Baixada Santista, Campinas e Valo do Paraíba e Litoral Norte – que somadas, podem representar 70% do déficit habitacional paulista. As obras devem ser concluídas em 2015.

Das 97 mil unidades, 83 mil serão do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), outras 10 mil edificados em parcerias com entidades e associações e 4 mil serão viabilizads em áreas rurais.

Minha Casa, Minha Vida
O programa já contratou a construção de 1.462.133 de moradias em todo o país. Mais de 540 mil unidades foram entregues, do total de 719.522 já concluídas. Atualmente, 742.611 estão em fase de construção. A segunda fase do Minha Casa, Minha Vida terá investimento de R$ 125,7 bilhões do Governo Federal para a construção de 2 milhões de moradias que serão concluídas até 2014.

Logotipo

Redes Sociais

Twitter Facebook

© 2014 Copyright
Candidatura de Antonio Mentor
Todos os direitos reservados